BLENDED SCOTCH

O blended whisky como a própria expressão sugere é uma mistura de whisky de grão com whisky de malte. Representa hoje mais de 85% do total de whisky produzido na Escócia e a sua grande expansão dá-se na sequência de 3 momentos chave:
- A invenção do “patent still” em 1830 que permitiu um processo revolucionário de destilação, muito mais produtivo que o tradicional “pot still”;
- A revogação em 1846 de uma lei que impedia a destilação de milho com o qual verdadeiramente funcionavam os “patent still”;
- A razia imposta pela filoxera aos vinhedos de Cognac em 1863, o que obrigou os comerciantes a buscar alternativas, mesmo a jeito para serem aproveitadas pela emergente indústria do whisky escocês.

A produção do whisky escocês passa por diversas fases, tais como: maltagem, mistura, fermentação, destilação, envelhecimento/amadurecimento, blendagem/combinação, filtragem e engarrafamento.

- Maltagem: A cevada é o elemento essencial para a produção do whisky escocês e inclusive do irlandês. As qualidades ricas deste cereal tornam-no indispensável no fabrico do whisky.
Nesta fase a cevada é mexida e "peneirada" para remover qualquer corpo estranho, depois é mergulhada em tanques especiais durante dois ou três dias e em seguida espalhada pelo solo apropriado, quase sempre aquecido (malting floor), que provoca a germinação. Esta fase demora de oito a doze dias dependendo normalmente da época do ano em que é feita e também da qualidade da cevada. A germinação é interrompida quando o malte atinge a medida de uma polegada. O malte verde seca numa estufa ou forno aquecidos a fogo de turfa. É deste fogo de turfa que depende a qualidade do whisky. Posteriormente, o malte é arrefecido e armazenado durante um mês.

- Mistura: O processo de mistura é semelhante ao da cerveja. Consiste na mistura do malte verde com os outros cereais já previamente cozidos. Essa mistura é feita numa tina com água a ferver, obtendo-se assim o mosto.
(Esta mistura não é usada nos whiskys de malte.)

- Fermentação: O mosto é colocado em recipientes de aço ou cubas de lavagem para arrefecimento. Dá-se a fermentação depois de lhe serem adicionadas leveduras que atacam o açúcar, transformando-o em álcool bruto de baixa graduação. Este líquido, conhecido por "Wash", é composto por 90% de água e 10% de álcool de baixo teor alcoólico (aproximadamente 5%).
Toda esta operação demora cerca de 48 horas.

- Destilação: O líquido obtido após a fermentação é colocado no alambique para destilação: Pot Still no caso do Malte Whisky e Patent Still ou Coffey Still quando se trata de Grain Whisky.

- Envelhecimento/Amadurecimento: Após a destilação, os whiskys são colocados em barris de carvalho que antes tenham sido utilizados com Jerez ou Porto. Algumas marcas usam barris que foram usados para o envelhecimento do Bourbon. No caso do whisky de malte os barris são os mesmos que serviram para envelhecer os sherry.
Os barris usados impedem que o aroma excessivo a madeira realce no whisky. É por esta razão que não são utilizados barris novos.
Neste período o whisky adquire a sua cor e aroma.
O período mínimo de envelhecimento para o Scotch Whisky é de três anos. O Malte Whisky tem um período de envelhecimento que oscila entre os cinco e os doze anos.

- Combinação/Blendagem: Os Blended Whiskeys são uma mistura de vários tipos de whisky, mas sempre com uma percentagem de malte que remonta sensivelmente ao ano de 1880. Nesta combinação ou blendagem podem ser usados de 15 a 50 tipos de whisky.
As proporções e tipos a usar são uma fórmula secreta que cada companhia produtora guarda religiosamente pois, dela depende o tipo de whisky a produzir.

BALLANTINES FINEST

Ballantine’s Finest é um whisky Escocês complexo de mistura refinada e elegante, de cor ligeiramente dourada. O sabor inconfundível é resultado dos sabores maltados das regiões de Miltonduff e Glenburgie que se encontram presentes no Ballantine’s Finest através de notas de chocolate, maçã e baunilha.

BALLANTINES 12 ANOS

Ballantine’s 12 Anos é um whisky complexo, rico e suave, resultante de uma fusão de whiskies de Puro Malte e de whiskies de grão especialmente selecionados. O resultado é uma mistura autêntica com um perfeito equilíbrio entre notas de mel, carvalho, frutos, especiarias e uma textura aveludada com um final refrescante.

FAMOUS GROUSE

Cor dourada, clara e brilhante. Carvalho e aroma de Xerez com uma nota cítrica. No palato é maduro e frutado - com um fim limpo e meio seco.

FAMOUS GROUSE 12 ANOS

Os maltes selecionados à mão, entre outros The Macallan e Highland Park, bem como os grãos foram amadurecidos durante os 12 anos, antes de ser misturados para criar The Famous Grouse Gold Reserve.

Cor dourada escura, límpida e brilhante. O aroma é rico, equilibrado, com notas de madeira de carvalho com uma breve alusão a pêssego. Paladar rico, repleto de sabor, frutado e suave, bem amadurecido. Final médio, seco e limpo.

JOHNNIE WALKER RED LABEL

Johnnie Walker Red Label é um dos whiskies escoceses mais vendido do mundo. É famoso pelo seu sabor único - equilibrado, mesmo quando misturado. Combina whiskies claros da costa leste da Escócia e whiskies escuros, turfosos da costa ocidental, criando uma mistura com uma extraordinária profundidade de sabor. O paladar proporcionar uma experiência de sabor inigualável. O carácter deste whisky é definido por sabores intensos e especiados. Na boca é ligeiramente picante e doce ao mesmo tempo. Final longo e liso.

JOHNNIE WALKER BLACK LABEL 12 ANOS

Este whisky é o resultado de mais de 180 anos de uma arte: a arte de criar um blend harmonioso, de cerca de 40 dos melhores maltes e whiskies de grãos escoceses, envelhecidos por, no mínimo, 12 anos, para formar um único scotch whisky de sabor e qualidade inigualáveis. Os seus quatro aromas mais significativos são o creme de baunilha, as frutas frescas, frutas encorpadas e aromas da terra.