BELGIAN STRONG ALES

Produzidas principalmente na Bélgica, estas cervejas possuem algumas características específicas que as fazem cair num tipo diferenciado. Sendo que se dividem em vários sub-tipos:
Dubbel- cerveja do tipo Ale na qual se adiciona o dobro da quantidade de malte do que uma cerveja “comum”. Geralmente balanceadas e de teor alcoólico mediano, possuem bom corpo e fermentação alta;

Tripel- cerveja na qual se adiciona três vezes mais malte do que em uma cerveja “comum”. Possuem, em geral, coloração amarelo-dourado, creme denso e consistente e uma graduação alcoólica que ronda os 8 a 12%. Aroma e sabor são complexos, macios e com forte presença de frutas o que, às vezes, pode conferir um paladar adocicado. Excelente equilíbrio entre o lúpulo e o fermento utilizado no fabrico;

Abt/ Quadrupel- são cervejas mais escuras e mais ricas, utilizando o quádruplo de malte do que em uma cerveja “comum”. O volume de álcool é sempre forte, muitas vezes ultrapassando os 10%.
Golden Strong Ale - são as loiras mais fortes e encorpadas, até 10,5% de álcool, com coloração amarelo-dourado e sabor frutado, como é o caso da Duvel.
Dark Strong Ale- são as Belgian Ales escuras, fortes e encorpadas.

GULDEN DRAAK (10,5% ABV)

Pertencente ao grupo das dark stong ale’s, é também uma quadrupel, esta cerveja é ótima e perigosa. Originária da Bélgica, mais concretamente da região de East Flanders. O seu corpo é excelente e licoroso e a espuma bonita e duradoura. O que mais se destaca nesta cerveja é a sua complexidade, com aromas e sabores equilibrados e fáceis de serem notados. O aroma é a malte, fermento bela, a frutas escuras (ameixa, passas), caramelo, chocolate, enquanto no palato tem um final doce e picante.

DUVEL (8,5% ABV)

Cerveja do tipo golden ale. Sabor intenso a lúpulo e aroma suave a maltes ligeiramente tostados. Cerveja equilibrada na sua composição e de teor alcoólico elevado.

LA CHOUFFE (8% ABV)

As cervejas Chouffe são das mais especializadas da Bélgica. Oriundas de uma cervejeira ainda de gestão familiar, produz vários tipos de cerveja artesanal, com especial atenção para estas de tipo “campestre”. A La Chouffe forte, blonde, não filtrada e que é refermentada na garrafa. Da sua composição fazem parte os coentros e as cascas de citrinos, o que lhe confere um sabor frutado e com um toque de especiarias, com um final ligeiro a lúpulo.

MC CHOUFFE (8% ABV)

Esta cerveja belga, de influências escocesas, mais escura, também não filtrada, possui na sua composição, para além de especiarias várias, açúcar em pó.  

TRIPEL KARMELIET (8% ABV)

Esta é uma cerveja belga especial forte, com uma fermentação alta, tem na sua composição 3 cereais – cevada, trigo e centeio. Tem uma espuma aveludada e cremosa e é bastante aromática, predominantemente a banana e baunilha.

BARBAR BOK (8% ABV)

Mais uma Strong Ale, a versão escura da Barbar au Miel, produzida na Brasserie Lefebvre, na Bélgica, e conhecida inicialmente como cerveja de inverno. De alta fermentação, contém 2,5% de mel, refermentando posteriormente na garrafa. O mel originário do México mal se reconhece mas combina bem com a força do álcool.

BELZEBUTH (13% ABV)

Uma Belgian Strong Pale Ale, produzida em França, na cervejeira Grain d’Orge, é a cerveja mais forte do mundo. A sua cor âmbar, esconde uma personalidade forte. Deve a sua força à mistura subtil de puros maltes, lúpulo e leveduras especialmente selecionadas.

ST BERNARDUS ABT 12 (10,5% ABV)

A qualidade superior absoluta na hierarquia das cervejas St. Bernardus. Cerveja de elevado teor alcoólico, fermentação alta, apresenta uma cor marfim escuro e um sabor muito frutado. Graças ao seu aroma suave e incondicionalmente genuíno, é uma cerveja muito agradável de se saborear.

ST BERNARDUS PRIOR (8% ABV)

Pertencendo ao grupo das Belgian Dark Strong Ale, esta nobre e deliciosa cerveja, de alta fermentação, apresenta uma cor rubi e um sabor maltado e frutado. Com uma espuma redonda e bonita e um sabor que cria um perfeito equilíbrio entre o doce e o amargo.